Blog

10 cabeceiras de cama originais

Quer redecorar ou simplesmente refrescar o visual de um quarto de casal ou de seus filhos, mas não sabe muito bem por onde começar? A solução pode ser algo tão simples como uma cabeceira de cama – um elemento despretensioso que não tem de ser caro para causar um destaque especial, podendo ainda ser executado com muita facilidade.

1. Biombo bonito

Biombo bonito

Um biombo é daquelas peças decorativas que todo mundo sonha em ter, mas raramente chega a comprar por dois motivos: falta de espaço ou incerteza de que é uma boa opção. E se utilizá-lo como cabeceira de cama… que tal? Em madeira, ferro ou verga… aqui o que interessa é a combinação com o restante da decoração refletindo o estilo da cama e do quarto.

2. Varão versátil

Varão versátil

Um varão de cortina pintado de acordo com o restante da decoração do quarto é tudo o que precisa para renovar este espaço. Depois de fixá-lo acima da cama, basta pendurar uma manta, um tecido qualquer, ou ainda variar os adereços de decoração para ter uma cabeceira nova todas as noites se assim desejar!

3. Espelho mágico

Espelho mágico

Lembra-se daquele velho espelho que herdou de uma tia-avó? Aquele que há anos foi guardado na garagem? Está na hora de limpá-lo e fazer dele uma cabeceira de cama super sensual. Pode também comprar uma versão mais barata de espelho e incrementá-lo com uma pintura moderna ou ainda lixá-lo para que fique com um ar de envelhecido, dando aconchego ao ambiente… independente do espelho que optar para a cabeceira de cama, saiba que este elemento ajudará a ampliar o espaço visualmente. Atreva-se!

4. Pintada na parede

Pintada na parede

Se não consegue decidir que tipo de cabeceira comprar ou mandar fazer, porque não pintá-la? Escolha cores e formas que mais gosta e pinte a parede por de trás da cama, ou ainda, aplique adesivos ou recortes de papel de parede para conseguir uma cabeceira de cama verdadeiramente artística.

5. Cortinas com estilo

Cortinas com estilo

Pendurar cortinas por de trás da cama não só funcionará como uma cabeceira original, como também permitirá colocar a cama em frente às janelas ou então disfarçar alguma característica arquitetônica menos bonita. Saiba que quanto mais alto colocar as cortinas, maior vai parecer a divisão do quarto, além disso, é uma cabeceira de cama facilmente renovável.

6. Prateleira prática

Prateleira prática

Tantos livros empilhados sem local para guardá-los? Vasos, relógios, arranjos perdidos pela casa? Unir o útil ao agradável funciona muito bem quando envolve criatividade e praticidade. Pense em uma cabeceira de cama multifuncional como uma boa solução: prateleiras fixadas ou módulos inteiros por de trás da cama são algumas ideias de como você pode ganhar espaço e um novo elemento decorativo em qualquer quarto.

7. Ninho aconchegante

Ninho aconchegante

Precisando de privacidade enquanto dorme? Um clausulo em madeira contornando intimamente a cama e devidamente acolchoado é uma cabeceira de cama romântica e acolhedora, perfeita para qualquer ninho de amor. Também é muito fácil de ser construída… o difícil, mesmo, vai ser sair de lá…

8. Janelas indiscretas

Janelas indiscretas

Aproveitamento é a palavra de ordem aqui: duas velhas janelas ganham uma nova vida depois de retirados os vidros que são substituídos por blocos de MDF revestidos com tecido, papel de parede ou simplesmente pintados. Uma verdadeira janela aberta para a beleza e conforto do seu quarto

9. Quadro inspirador

Quadro inspirador

Faça você mesmo a sua própria cabeceira de cama: compre uma tela de pintura simples e na medida mais próxima da sua cama. Utilize um grampeador e forre a tela com revistas, tecidos ou aquele papel de parede que você namora há séculos. Em seguida é só fixar a tela entre a parede e sua cama e bons sonhos!

10. Porta poderosa

Porta poderosa

Quer algo mais robusto do que uma tela? Que tal uma porta? Antiga, reciclada ou nova, deite-a horizontalmente e pinte-a de acordo com o estilo do quarto que deseja ou em tons de grande contraste como, por exemplo, o vermelho e o laranja… não haverá cabeceira de cama mais presencial. Quer um efeito mais pesado? Empilhe mais do que uma porta do chão até o teto e, faça o favor de entrar e aproveitar o espaço!

Fonte: Eu Decoro

ANTT regulamenta sistema eletrônico para aplicação de multas

Novo método busca maior agilidade nos procedimentos administrativos de fiscalização do transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros e do transporte rodoviário de cargas.

afaefaewrwerwaer

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) informou em nota que foi publicada, na quinta-feira (26/3), no DOU (Diário Oficial da União), a resolução nº 4.633. A norma consiste em regulamentar a lavratura eletrônica de autos de infração, o trâmite e o processamento eletrônicos, a comunicação de atos e as manifestações nos processos administrativos.

De acordo com a agência, o objetivo é garantir mais eficiência e agilidade aos processos, já que o novo sistema busca informatizar os procedimentos administrativos de fiscalização do transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros e do transporte rodoviário de cargas.

A resolução é necessária para haver o pleno funcionamento do Sifama (Sistema Integrado de Fiscalização, Autuação, Multa e Arrecadação). O sistema facilita o pagamento de multas pelo usuário e desburocratiza procedimentos, como notificação e interposição de defesas e recursos administrativos.

Com o antigo procedimento, levava-se aproximadamente dois anos e meio para chegar até a última etapa de um processo que consiste primeiramente na lavratura do auto, seguida da notificação de autuação, defesa, notificação de multa, recurso, inscrição no Serasa e por fim inscrição na dívida ativa.

Com o Sifama, o tempo foi reduzido para cinco meses e meio – nos casos de inscrição na dívida ativa – e três meses para inscrição no Serasa. Antes, somente a notificação de autuação poderia chegar a 30 dias – para autos de excesso de peso – e mais de um ano para autos de transporte. Hoje, a notificação de autuação é enviada no mesmo dia da lavratura do auto, em tempo real.

As notificações serão feitas, preferencialmente, por meio eletrônico. Se não for apresentada nenhuma defesa ou recurso, o usuário poderá acessar uma área criada especificamente para imprimir o boleto de cobrança.

Com informações da ANTT

Fonte: Transporta Brasil

Como limpar móveis de madeira

ccccc

Os móveis de madeira exigem um certo cuidado para que durem mais tempo e fiquem bem conservados. Siga essas dicas da Benfatto para deixar seus móveis de madeira limpos, bonitos e ainda mais resistentes!

Móvel de madeira pintada:

Você vai precisar de:

  • Panos de algodão;
  • Aspirador de pó;
  • Esponja mágica.

Como limpar:

1. Limpe o pó com pano seco ou passe o aspirador regularmente usando a escova acessória.

2. De vez em quando, passe uma esponja para remover manchas e marcas de dedos.

3. Não use lustra-móveis, pode danificar a cor.

Móvel de madeira envernizada:

Você vai precisar de:

  • Panos de algodão brancos.

Produto:

  • Uma porção de lustra-móveis por vez.

Como limpar:

1. Esse tipo de móvel tem acabamento em verniz, laca ou cera. Limpe o pó com pano úmido.

2. Qualquer lustra-móveis disponível no mercado limpa rapidamente essas superfícies.

Móveis de madeiras especiais (vime, ratã, bambu ou junco):

Você vai precisar de:

  • Panos de algodão;
  • Flanela.

Produto:

  • Uma porção de lustra-móveis por vez;
  • 500 ml de água quente;
  • Uma colher de sopa de bicarbonato de sódio.

Como limpar:

1. Para limpar móveis de vime, passe um pano umedecido com água quente misturada com bicarbonato de sódio.

2. Deixe secar a sombra.

3. Para os móveis de ratã ou junco, tire o pó com a flanela, passe pano úmido e, em seguida, passe lustra-móveis com o pano levemente umedecido. Não exponha ao sol ou chuva.

Fonte: ComoOrganizar

Caminhoneiros prometem realizar nova greve em abril

xxxx

Caminhoneiros autônomos anunciaram que vão entrar em greve em 23 de abril se, até lá, o governo não criar uma tabela com valores mínimos para pagamento de frete.

A posição dos líderes da categoria foi tirada após um encontro na tarde de ontem, quinta-feira (26) em Brasília na sede da ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) em que representantes dos motoristas, de empresas e do governo debatiam sobre as propostas apresentadas pelos caminhoneiros e aceitas pelo governo para parar com a greve do setor no mês passado.

A reunião foi tensa. Prevista para durar duas horas, teve o dobro do tempo. O senador Blairo Maggi (PR-MT) foi vaiado em duas ocasiões após pedir a palavra para falar contra o tabelamento proposto pela categoria. Blairro foi dono da Amaggi, empresa do setor do agronegócio, que contrata os caminhoneiros para fazer o frete.

Os caminhoneiros queriam que a reunião desta tarde já definisse a tabela mínima, que foi elaborada por um grupo de trabalho criado após a greve e que reunia representantes do governo, dos caminhoneiros e dos empresários. O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rosseto, defendia que a tabela fosse apenas uma referência. Os caminhoneiros se recusaram a referendar a tabela de referência e ameaçaram então começar uma greve ainda nesta semana.

A alegação do governo para não criar a tabela mínima é que seria necessário garantir fundamento jurídico para evitar que os embarcadores derrubem a decisão na Justiça. Para fazer isso, os caminhoneiros deram um prazo ao governo até o dia 22 de abril para o governo se posicionar.

Os representantes também conseguiram do governo a garantia da renegociação das dívidas pela compra dos caminhões. Rosseto se comprometeu a colocar numa Medida Provisória um texto permitindo que autônomos e microempresa passem o valor que estão devendo de prestações de contratos de financiamento feitos com recursos do BNDES para o fim dos contratos, evitando que os bancos tomem os caminhões.

Bolha

O ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, afirmou que o governo ainda não decidiu se vai fazer uma tabela referencial ou mínima. Segundo ele, é necessário avaliar a constitucionalidade dessa atitude.

“Tem pareceres dizendo que pode [a tabela mínima] e que não pode. Vamos analisar”, afirmou Rodrigues.

Carlos Alberto Littdammer, presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Ijuí (RS), disse que a tabela mínima foi calculada para dar dignidade para os caminhoneiros. Segundo ele, a solução não foi dada hoje apenas para o governo produzir os argumentos jurídicos para que a tabela possa ter validade.

“Se a tabela não for impositiva, no dia 23, tem data para o Brasil parar”, afirmou Littdammer. “Inconstitucional é a fome”.

Representantes de empresas que acompanharam o debate disseram à Folha que o governo terá pouca margem para não dar a tabela nesse momento. Para esses observadores, os diferentes grupos de caminhoneiros agora estão organizados e todos apoiam esse pleito.

Janir Bottega, que representava os caminhoneiros autônomos de Santa Catarina e participou do grupo que elaborou a tabela de frete, disse que os valores apresentados pelo grupo são os mínimos para garantir dignidade para a categoria, já que os fretes pagos hoje estão entre 20% e 30% abaixo do que pode ser considerado o mínimo. Ele lembrou que o problema piorou após a política do governo de incentivar a compra de caminhões novos, o que criou uma superoferta.

“Hoje há uma bolha e essa bolha achatou o preço do frete. Por isso estamos procurando essa regulagem”, afirmou Bottega.

Fonte: : Folha de São Paulo

Página 10 de 24« Primeira...89101112...20...Última »