Blog

BR-163/MS começa a ser duplicada

As obras de duplicação da BR-163/MS foram iniciadas após as autorizações especiais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Conforme previsto em contrato de outorga com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a empresa concessionária responsável pelo trecho, MS Via, deve concluir a duplicação dos primeiros 10% da rodovia e construir as praças de pedágio em até 18 meses, contados a partir de abril de 2014.

A duplicação ocorrerá em dez pontos da rodovia, em um total de 89,2 quilômetros de extensão. Além disso, será realizada a construção das 17 bases operacionais do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) e de nove Praças de Pedágio.

A partir de outubro, também serão iniciados os trabalhos de operação da rodovia, com a implantação do SAU, com atendimentos médico e mecânico, serviço 0800 (Disque CCR MSVia), inspeção de tráfego e apoio ao usuário. Os serviços serão prestados a partir de instalações provisórias, enquanto são construídas as bases operacionais.

O SAU contará com cerca de 500 colaboradores distribuídos ao longo da BR-163/MS, entre eles 259 profissionais de Atendimento Pré-Hospitalar, dos quais 35 médicos, que trabalharão em plantões 24 horas. As equipes serão apoiadas por uma frota composta por 17 ambulâncias-resgate (sendo cinco Unidades de Tratamento Intensivo), 25 guinchos (entre leves e pesados), 19 inspeções de tráfego e 11 caminhões de serviço. O serviço será comandado por um Centro de Controle Operacional, localizado em Campo Grande.

Confira os trechos que serão duplicados:

Caarapó – do km 192,3 ao km 203,5 (11,2 km de extensão, sentido Sul); Caarapó – do km 227,3 ao km 237,1 (9,8 km de extensão, sentido Sul); Jaraguari – do km 513,3 ao km 519,7 (6,4 km de extensão, sentido Sul); Bandeirantes/Camapuã – do 580,3 ao km 591,0 (10,7 km de extensão, sentido Sul); S. Gabriel do Oeste/Bandeirantes/Camapuã – do km 595,0 ao km 602,0 (7,0 km de extensão, sentido Sul); São Gabriel do Oeste – do km 620,4 ao km 629,0 (8,6 km de extensão sentido Sul); São Gabriel do Oeste – do km 630,3 ao km 648,7 (18,4 km de extensão, sentido Sul); Rio Verde de Mato Grosso – do km 651,8 ao km 656,2 (4,4 km de extensão, sentido Sul); Rio Verde de Mato Grosso – do km 694,9 ao km 699,5 (4,6 km de extensão, sentido Sul); e Sonora – do km 824,5 ao km 832,6 (8,1km de extensão, sentido Norte).

As praças de pedágio serão construídas nos seguintes locais:

Mundo Novo, km 28,1; Itaquiraí, km 113,0; Caarapó, km 227,7; Rio Brilhante, km 313,5; Campo Grande, km 432,2; Jaraguari, km 535,4; São Gabriel do Oeste, km 605,0; Rio Verde de Mato Grosso, km 705,2; e Pedro Gomes, km 819,8.

As bases operacionais do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) serão construídas nos seguintes segmentos:

Base 1 – Mundo Novo; Base 2 – Itaquiraí; Base 3 – Naviraí; Base 4 – Juti; Base 5 – Caarapó; Base 6 – Dourados; Base 7 – Rio Brilhante; Base 8 – Nova Alvorada; Base 9 – Campo Grande (Anhanduí); Base 10 – Campo Grande; Base 11 – Bandeirantes; Base 12 – Congonha; Base 13 – S. Gabriel do Oeste; Base 14 – Rio Verde de MT; Base 15 – Coxim; Base 16 – Coxim; e Base 17 – Pedro Gomes.

ASCOM ANTT, com informações da concessionária MS Via.

Fonte: ANTT

Decoração: como criar mais espaço usando espelhos

Usar espelhos para criar uma sensação de mais espaço é um truque muito usado para design de interiores e seu uso na decoração proporciona ótimos resultados.  Espelhos ajudam a dar uma sensação de maior espaço ao refletir a luz, de um quarto, sala, banheiro, enganando o olho, há uma maior quantidade de espaço virtual que a realidade. Este post fornece alguns dos truques básicos de como você pode usar espelhos em sua casa para acabar tirar aquela terrível sensação de lugar abafado, apertado e sem espaço.

1. Use um espelho para refletir a luz.

Salas escuras, muitas vezes dão uma sensação de menos espaço. Essas salas podem se beneficiar de um bom posicionamento de um espelho ou um conjunto de espelhos. Existem várias maneiras de fazer isso:

a – Coloque um espelho sobre a parede que fica em oposição a janela. Isso irá refletir a luz recebida e ajudar a iluminar o ambiente.

b – Use um espelho grande, de corpo inteiro na entrada. Ao entrar, as visitas terão a sensação de maior espaço, o resultado é fantástico.

c –  Espelho de corpo inteiro entre duas janelas. Colocar um espelho entre duas janelas engana o olho em pensar que há outra janela lá e ajuda a maximizar a luz natural.

2 – Cubra uma parede com espelhos.

Se você tem um espaço pequeno, como um quarto ou sala de jantar, uma parede de espelho abrir um novo cômodo virtual, e o aumento da área. A mesa de jantar ou até a sua cama quando colocada ao lado de uma parede espelhada aparecerá instantaneamente muito maior, mas tome cuidado para não exagerar.

3 – Como usar espelhos no banheiro? 

O banheiro é um dos lugares mais óbvios para usar um espelho, mas isso não significa que você precisa ir com o óbvio ao escolher o tradicional formato quadrado. Em vez de apenas um espelho retangular tradicional sobre sua pia, escolha um espelho com uma mais forma única, como o formato oval.

4 – Molduras

Não se esqueça de considerar a cor do seu espelho ao escolher um para sua casa. Se é no banheiro ou em outro lugar, o espelho deve ser escolhida para melhorar o espaço onde ele está localizado. Escolha uma cor que combine com a pintura do quarto, isso ajuda a tornar o espelho parte integrante do projeto.

5 – Iluminação na frente de um espelho para ajudar a propagação da luz através de uma sala.

Em uma sala sem uma janela, este pequeno truque vai ajudar a criar a ilusão de luz, como se estivesse saindo de uma janela.  Adicione uma prateleira sob um espelho na parede, pendurado ao nível de olho. Coloque uma lâmpada em frente a este espelho. Ligue a lâmpada sempre que a sala é usada e a luz será difundida através da sala pelo espelho.

6 – Faça um pequeno jardim parecer maior.

Espelhos também podem ser usados para criar espaço extra em pequenos jardins e áreas de pátio. Para jardins cercados por paredes, como os jardins de inverno, ao acrescentar espelhos você poderá conseguir remover a sensação de estar sendo esmagado e poderá também realçar a beleza das plantas e ornamentos que você colocou em seu pequeno jardim. Só não se esqueça de usar espelho que é resistente ao usá-lo ao ar livre.

Fonte: Como arrumar a casa

SP negocia reajuste no pedágio abaixo da inflação

Governo paulista negociou reajuste e conseguiu aumento com índice médio de 5,29%, abaixo da inflação. Este é o primeiro reajuste dos pedágios paulistas em 24 meses. Em 2013, governador decidiu manter os preços das tarifas mediante pressão popular

Os pedágios de todas as praças de cobranças das rodovias estaduais em São Paulo estão, em média, 5,29% a partir de hoje, terça-feira, 1º de julho de 2014. O reajuste foi autorizado pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) e faz parte dos contratos de concessões rodoviárias firmados no Estado.

Segundo a Artesp, as negociações do governo paulista culminaram em um reajuste abaixo da inflação. Na prática, o pagamento dos pedágios nas praças fica, a partir de hoje, de zero a 8,57% mais caro, dependendo do reajuste publicado para cada concessionária.

Os pedágios paulistas sofreram o último reajuste há dois anos, já que, em 2013, pressionado pelas manifestações populares, o governo acabou não concedendo o aumento. Para chegar a índices abaixo da inflação no reajuste, a administração estadual tomou algumas medidas como cobrar o pedágio do eixo suspenso dos caminhões e negociar com as concessionárias mais antigas a alteração do índice contratual IGP-M para o IPC-A.

Novos preços nas praças de cobrança

Um dos pedágios mais representativos do Estado (e mais caros também) é o da descida da Serra do Mar, no Sistema Anchieta-Imigrantes, administrado pela concessionária Ecovias. Nas praças destas vias, a cobrança por eixo passa de R$ 21,20 para R$ 22,00. Sem a negociação da Artesp, o pedágio ficaria em R$ 24,20, segundo o governo.

Algumas praças de cobrança não sofrem reajuste, como é o caso das cabines de Diadema e Eldorado, no ABC Paulista, na Rodovia dos Imigrantes.

Confira na tabela os índices de reajuste 2014 em todas as 19 concessionárias de rodovias paulistas:

O Portal Transporta Brasil pesquisou e preparou um guia completo com todas as tarifas atualizadas de pedágio no Estado de São Paulo. 

Fonte: Transporta Brasil

RS tem pelo menos 15 rodovias com bloqueios nesta quinta-feira

Pelo menos quinze rodovias seguem com trechos bloqueados na manhã desta quinta-feira (3) devido aos estragos da chuva no Rio Grande do Sul. A BR-158, em Santa Maria, na Região Central do estado, passou por uma avaliação na manhã de quarta (2), mas continua bloqueada.

Outra rodovia federal que segue com bloqueio é a BR-153, em Marcelino Ramos. Com danos na estrutura do asfalto, o trecho prossegue sem perspectivas de retomada do trânsito. A BR-386 em Iraí está com trânsito em meia pista. Veículos leves e caminhões simples podem passar, mas segundo a PRF não está permitido a circulação de caminhões bitrem.

Entre as rodovias estaduais, há dez pontos ainda sob transtornos. Na lista, figura a ERS-126, em Marcelino Ramos, em meia pista devido a queda de barreira no km 188. A ERS-491 registra o mesmo problema no km 03, onde o trânsito está em meia pista.

Em Erval Grande, a ERS-480 ainda registra rachaduras na pista e prossegue interditada. O trecho, de acordo com o Comando Rodoviário da Brigada Militar, aguarda um processo emergencial de reparos no km 6.

Já em Boa do Vista do Buricá, uma ponte na ERS-472 apresenta um bloqueio total em função de avarias na estrutura. O local só será liberada após vistoria do Daer. A alternativa é utilizar a ERS-210, a BR-468 ou ERS-207.

Um trecho de dois quilômetros da ERS-153, em Vale do Sol, também aparece na relação de locais com problemas. A relação é completada pela VRS-804, em Silveira Martins, que registra trânsito em meia pista no km 07.

O trânsito também está bloqueado na RSC-470 em Nova Prata, na ERS-431 em Bento Gonçalves, na ERS-355 em Veranópolis e na ERS-110 em Jaquirana.

O km 49 da ERS-305, em Nicolau Vergueiro, está com o serviço de balsa interrompida e o km 1 da ERS-344, em Porto Mauá, também.

O Comando Rodoviário da Brigada Militar orienta motoristas a entrarem em contato pelo telefone 198 para obterem mais informações sobre os bloqueios e possíveis desvios. O número da PRF é 191.

Fonte: SETCESP

Diminui para 17 número de estradas bloqueadas pela chuva no RS

Pelo menos 17 pontos de rodovias federais e estaduais estão bloqueados no Rio Grande do Sul. A interrupção é causa por quedas de barreira, asfalto danificado ou acúmulo de água na pista. Até a noite de domingo, eram 20 estradas afetadas pela enxurrada.

A ponte da BR-386 sobre o Rio Uruguai, interditada devido ao nível da água, foi liberada na manhã desta segunda-feira pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Agricultores, donos de agroindústrias e comerciantes de combustíveis temiam sofrer prejuízos caso persistisse a interrupção, já que pelo menos 20% das cargas gaúchas que seguem para o centro-oeste do Brasil passam pela ponte.

— A gente autorizou porque o Rio Uruguai baixou cinco metros em Iraí. A ponte está sendo monitorada 24 horas e, se levantar a água e a ponte começar a se mexer sozinha, vamos bloquear de novo — explicou o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no Estado, Pedro Luzardo Gomes.

Em Marcelino Ramos, preocupa a situação da BR-153, onde o asfalto cedeu e não há previsão de liberação. Em função dos 15 pontos com problemas nas rodovias estaduais, o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) orienta os motoristas a ligarem para o telefone 198 antes de saírem de casa para obter informações sobre desvios e rotas alternativas. No domingo, foram liberados cinco pontos: a ERS-211, em Campinas do Sul; a RSC-471, em Sinimbu; a ERS-400, em Candelária; a ERS-422, em Venâncio Aires; e a ERS-804, em Silveira Martins.

Confira os bloqueios e interrupções no Estado:

Região Norte

RSC-153: Bloqueada entre Soledade e Barros Cassal devido à queda de barreira

ERS-480: Bloqueada no km 6 em Herval Grande em função de rachadura na pista

ERS-305: Travessia de balsa no km 49, em Nicolau Vergara, está suspensa

ERS-126: Bloqueada em Marcelino Ramos em função de queda de barreira

ERS-491: Estrada de chão interrompida entre Marcelino Ramos e Coronel Teixeira devido à queda de barreira
BR-153: Rachaduras na pista provocam o bloqueio total em Marcelino Ramos

Região Central

BR-158: Bloqueado trecho nos dois sentidos próximo à boate Corujão, entre Itaara e Santa Maria, após asfalto ceder no ponto

RSC-153: Bloqueada na localidade de Vale do Sol, entre os quilômetros 305 a 307

ERS-511: Bloqueada do quilômetro dois a oito na localidade de Camobi, em Santa Maria

ERS-287: Totalmente bloqueada no km 155, em Novo Cabrais

ERS-502: Interrompida na localidade de Contenda, no km 9

ERS-130: Bloqueada em Venâncio Aires no km 32

Região Serrana

ERS-470: Ponte danificada no km 143 bloqueia o trânsito em André da Rocha

ERS-431: Queda de barreira no km 13, na localidade de Alcântara, em Bento Gonçalves, queda de barreira

ERS-355: Ponte danificada interrompe o tráfego no km 03, em São Francisco do Bom Retiro

ERS-110: Asfalto cedeu no km 75, em Jaquirana, e bloqueia o trânsito

ERS-020: Passagem apenas de veículos leves no km 474, na localidade de Prainhas, em Taquara, em função do asfalto comprometido

Fonte: ZH

Página 18 de 24« Primeira...10...1617181920...Última »