Blog

Conheça o “Sistema de Aproveitamento”, a ferramenta que facilita sua mudança intermunicipal e interestadual com a Fraga & Filhos

Sistema de Aproveitamento: a ferramenta que facilita sua mudança!

sistema-de-aproveitamento-mudancas-porto-alegre.fwA Fraga & Filhos é uma empresa que atende a seus clientes em todo o território nacional e, para otimizar esta modalidade de mudanças ou transportes Continue lendo…

Conheça o serviço Pagamento Seguro da Fraga & Filhos

banner-pagamento-seguro

Nós da Fraga & filhos temos como principal objetivo oferecer sempre um serviço completo e diferenciado.

Pensando na segurança dos dados bancários dos nossos clientes e na sua tranquilidade, desenvolvemos uma ferramenta para você realizar o pagamento de forma rápida e prática, diretamente no nosso website!

Logo após a aprovação de nossa proposta pelo cliente, iremos criar um produto no campo “Pagamento Seguro”, localizado no menu principal do site. Continue lendo…

Como se organizar para ter uma mudança tranquila?

O momento de realizar uma mudança de residência ou da sede de uma empresa, por exemplo, costumam deixar os proprietários muito estressados. Fato que, diga-se de passagem, é muito compreensível. Afinal de contas, todos os nossos pertences devem ser transportados em segurança para o novo imóvel.

Continue lendo…

Brasil perde cerca de R$ 40 bi por ano com acidentes de trânsito

Do montante, R$ 12,3 bilhões são gastos em ocorrências correspondentes aos casos das rodovias federais

acidentes-transito-numeos

Conforme dados de um estudo divulgado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada) e pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), com base em dados de 2014, o Brasil perde, por ano, cerca de R$ 40 bilhões em decorrência de acidentes de trânsito.

Do total divulgado, R$ 12,3 bilhões são oriundos de ocorrências correspondentes aos casos das rodovias federais. O restante diz respeito a vias estaduais e municipais.

“É um custo para a sociedade brasileira. Mais de 80% das vítimas são pessoas em idade produtiva – de 15 a 64 anos -, o que representa um impacto na renda das famílias. Mas também há uma parcela significativa do orçamento público, especialmente da Previdência e da Saúde”, diz o pesquisador Carlos Henrique Carvalho.

Os R$ 40 bilhões, por exemplo, representam quase metade de todo o orçamento do Ministério da Saúde, que é R$ 91,5 bilhões. Além disso, o País arrecada por ano aproximadamente R$ 6 bilhões com multas, que devem ser investidos em educação para o trânsito.

O custo médio por acidente é de R$ 72 mil. Nos casos em que há morte, o valor chega a R$ 646 mil. O valor O estudo leva em consideraçãoa cuidados com saúde e pagamentos de indenizações, os danos ao veículo e ao patrimônio público, além de custos institucionais, como da mobilização de equipes de socorro.

As colisões frontais são o tipo de ocorrência com maior índice de mortes: 33 de cada 100 óbitos nas rodovias federais. A PRF aponta, ainda, que 93% das mortes e 89% dos acidentes em BRs são registrados em trechos de pista simples.

Cerca de oito mil pessoas morreram e 100 mil ficaram feridas em 169 mil acidentes registrados nas BRs em 2014. Em dez anos, os números cresceram 34%, 50% e 50%, respectivamente.

Com informações da CNT

Fonte: Transporta Brasil

Mais produtividade? Repense a decoração do escritório

Foto: Thinkstock

Maneira como escritório é planejado e decorado pode ter impacto na produtividade dos funcionários, segundo estudos

Colegas falando alto, cantos escuros e calorentos, falta de privacidade. Bem-vindo à realidade desconfortável que milhões de pessoas em todo o mundo enfrentam em seus locais de trabalho. E não só desconfortável: vários estudos já mostraram que a maneira como um escritório é planejado e decorado pode ter um impacto significativo na produtividade e no bem-estar dos funcionários.

“O ambiente é um fator importante do comportamento das pessoas no trabalho”, afirma Linda Slowik, professora de psicologia da Universidade de Detroit, nos Estados Unidos. “As empresas precisam oferecer um espaço em que os empregados sejam o mais eficientes possível.”

Trabalhadores são 50% menos produtivos quando têm a sensação de que outras pessoas podem ver o que elas estão fazendo em seus computadores ou celulares, segundo um estudo feito em 2013 pela multinacional de tecnologia 3M.

Outra pesquisa, realizada no mesmo ano pela empresa internacional de arquitetura Gensler, descobriu que mais da metade das pessoas que trabalham em espaços abertos ou com baias baixas são distraídas constantemente por seus colegas.

A BBC Capital reuniu os principais fatores que costumam atrapalhar a produtividade no trabalho e traz algumas dicas para superar o problema.

Aberto demais

Se você tiver a sorte – ou trabalhar duro – para conseguir um lugar discreto no canto do escritório, suas chances de subir na empresa aumentam. Já quem trabalha nos espaços abertos tende a sentir falta da privacidade que ajuda a se concentrar melhor nas tarefas.

Essas áreas são normalmente mais baratas de montar e permitem às empresas colocar mais pessoas em menos espaço.

“A principal reclamação que trabalhadores têm sobre seus escritórios é a sensação de que eles não tinham acesso suficiente à privacidade”, diz Meg O’Neil, designer sênior na Steelcase, fabricante de móveis para escritórios.

“O conceito de espaços abertos pode ser bom para melhorar a cooperação e a comunicação, mas ele não funciona para todo o mundo”, explica Craig Knight, professor de psicologia na Universidade de Exeter, na Grã-Bretanha.

Mais preocupante ainda é o fato de alguns estudos apontarem que esse tipo de configuração é prejudicial à saúde. Uma pesquisa da seguradora Canada Life realizada em 2014 mostrou que pessoas que trabalham em espaços abertos tendem a tirar 70% mais dias de afastamento por doença do que quem trabalha em casa.

Outros estudos descobriram que o barulho que vem desse tipo de escritório pode atrapalhar a capacidade de retenção de informações, enquanto o acesso à privacidade melhora o desempenho profissional.

Apesar disso, segundo Knight, algumas companhias podem se beneficiar do conceito, dependendo da sua cultura corporativa. “Para uma empresa que queira instilar uma abordagem mais econômica e simples, onde é possível manter tudo mais limpo, esse é o melhor tipo de espaço”, afirma.

Conseguir um lugar discreto no escritório pode ajudar quem quer produzir

Soneca preciosa

Uma das maneiras de resolver o problema da falta de privacidade é criar espaços que sejam mais silenciosos. Pode ser uma sala para fazer ligações pessoais ou um canto equipado com um computador que sirva a todos os funcionários.

Recentemente, algumas empresas instalaram salas especiais para que seus funcionários possam tirar uma soneca no meio do dia.

O’Neil, que estuda o impacto dos diferentes espaços de trabalho no bem-estar, afirma que esses espaços ajudam as pessoas a retomar a concentração e a energia. “Privacidade não quer dizer que você tenha que se isolar o dia inteiro. Ter um momento a sós pode ser suficiente para se sentir recarregado”, diz ela.

Selva de pedra

É verdade que muitas vezes os empregados não têm muita ingerência sobre olayout do escritório, mas eles podem fazer coisas para melhorar o ambiente. Decorá-lo pode dar ao empregador uma ideia sobre a personalidade do funcionário, além de fazê-lo se sentir melhor, segundo Slowik.

Fotos e plantas ajudam a levantar o astral do escritório ou da mesa de trabalho. Eles oferecem “interesse visual, permitindo às pessoas olhar além de seu computador”, diz ela, lembrando que os itens de decoração precisam ser aprovados pela empresa.

Para Knight, os locais de trabalho áridos e simples demais acabam com a criatividade, segundo um estudo que mostra que os empregados ficaram 38% mais produtivos quando seus escritórios foram decorados com plantas.

O verde também melhorou em 47% o bem-estar dos funcionários e em 45% sua criatividade – não necessariamente por causa das plantas em si, mas porque elas tornam o escritório mais envolvente.

A importância da luz

As empresas vêm experimentando com a luz natural há anos, e pesquisas provam que isso pode aumentar a produtividade. Quando a multinacional de defesa Lockheed Martin mudou seus funcionários para um prédio com mais luz natural, reduziu o número de faltas em 15%.

É por isso que uma das tendências atuais é baixar as baias e acabar com cubículos. Outra boa ideia é mudar a mesa para um lugar o mais perto possível da janela.

Posicionamento estratégico

Executivos que colocam suas mesas em frente às de seus funcionários – de maneira a os encararem – projetam poder, diz Slowik. Já uma mesa encostada à parede e que exige que um subordinado se sente perto do chefe dá uma sensação de inclusão.

“Você deve pensar em como quer que os outros o enxerguem e criar um espaço que reflita isso”, afirma Slowik. “É uma espécie de Feng Shui estratégico. Se sua mesa é uma barreira, ela pode levar as pessoas a ter uma visão negativa sobre você.”

Móveis à escolha

As pessoas querem ter liberdade de escolha, mesmo dentro de uma grande corporação. Portanto, ganham as empresas que oferecem a flexibilidade de se trabalhar de casa ou remotamente de outro escritório.

“Tanto empregados quanto empregadores precisam entender que o espaço é um fator fundamental na maneira como você trabalha, e que as pessoas precisam poder ter a chance de fazer escolhas em relação a isso”, afirma O’Neil.

Uma maneira simples de permitir isso é oferecer cadeiras e outros móveis que se adaptem a cada usuário. “Melhor ainda é dar aos funcionários a chance de escolher seu próprio mobiliário, mesmo que o resultado estético não seja o ideal”, aconselha Knight.

Fonte: BBC

Página 3 de 2412345...1020...Última »