Blog

Banco Central estima aumento de 9,1% do preço da gasolina em 2015

Projeção foi discutida na última reunião, em que a taxa Selic foi elevada para 13,75%

gasolina-combustivel-posto

Segundo estimativa do Banco Central, a gasolina deve ter alta expressiva este ano. A projeção foi discutida na última reunião, em que a taxa Selic foi elevada para 13,75%. O Copom (Comitê de Política Monetária) estimou o aumento do combustível em 9,1%.

No começo deste ano, o governo anunciou aumento da tributação sobre a gasolina, por meio da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), do PIS e da Cofins (Contribuição para Financiamento da Seguridade Social). Essa alta foi repassada para os preços.

A inflação para 2015 ficará mesmo acima da meta de 4,5% fixada pelo CMN (Conselho Monetário Nacional), tanto no cenário de referência quanto no de mercado.

Os preços controlados pelo governo subirão neste ano 12,7%, alta superior aos 11,8% previstos pelo Banco Central na última ata. No documento de março, a estimativa era de 10,7%.

Para 2016, a diretoria mantém em 5,3% a alta de preços administrados.

Fonte: Transporta Brasil 

Contran prorroga para 2017 prazo para veículos adotarem modelo de placas no padrão Mercosul

Modelos serão obrigatórias a partir de 1º de janeiro de 2017 para os veículos novos, transferidos de município e com troca de categoria

placa-mercosul-brasil

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) publicou no Diário Oficial da União do dia 30/4 a Resolução Nº 527 que prorroga para 2017 o prazo para veículos adotarem o modelo brasileiro de placas no padrão Mercosul. Antes, a data limite para adequação era 1º de janeiro de 2016.

Com as alterações, as novas placas serão obrigatórias a partir de 1º de janeiro de 2017 para os veículos novos, transferidos de município e com troca de categoria.

O conselho também determinou que o credenciamento das empresas responsáveis pela fabricação das placas ficará suspenso para reavaliação dos requisitos necessários estabelecidos pelo Mercosul.

A proposta adotada pelos cinco países do bloco econômico foi elaborada pelo Grupo do Mercado Comum (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela). A placa terá controle nacional para identificar a origem da placa, o que possibilitará a inibição de clonagem do veículo.

Fonte: Transporta Brasil

Decoração: dicas para manter os móveis planejados

Ter uma casa decorada com móveis planejados é o sonho de todo mundo. Mas é preciso estar atento, pois para sua manutenção é necessário cuidados diários

O uso excessivo de água, por exemplo, é prejudicial aos móveis que tem a madeira como matéria-prima (Divulgação)

O sonho de consumo de qualquer pessoa é ter seu apartamento ou casa devidamente decorados com móveis planejados, não é mesmo? Um sonho caro, que representa um preço alto demais para acabar em pesadelo na hora de mantê-los. Por isso, é preciso tomar cuidados básicos na hora de fazer a manutenção diária dos móveis.

Bruno Garcia Athayde, arquiteto da empresa do segmento de móveis planejados Simonetto, explica que a primeira coisa a ser feita pelos consumidores é fazer uma pesquisa de mercado e procurar por empresas idôneas e com experiência no ramo.

No caso dos serviços de marcenaria, o barato pode sair caro na hora de fazer a manutenção dos móveis. Além do mais, não é somente a conservação das áreas em madeira que precisam receber a atenção necessária, mas os acessórios também, afirma Bruno.

O arquiteto abre um parêntese para explicar a diferença entre móveis modulados e planejados: enquanto o primeiro tem suas peças produzidas em séries pelas fabricantes, os planejados obedecem a projetos arquitetônicos exclusivos.

Cuidados

Os móveis devem ser mantidos sempre longe de umidade. Portanto, em cozinhas, banheiros e lavanderias, o cuidado com os móveis deve ser redobrado.

Caso algum líquido, de qualquer espécie, caia sobre o móvel, é preciso secar o local imediatamente. Também é preciso evitar a incidência de raios solares diretamente nos móveis. Com o tempo, eles poderão alterar a cor original, apresentando manchas e alterando as características do produto.

“É preciso cuidado com agentes internos e externos. A umidade, por exemplo, agride muito os móveis, cria um mal cheiro”, observa Bruno. Sempre que possível, certifique-se de que as instalações hidráulicas do ambiente onde o móvel está instalado esteja correta, a fim de garantir que não ocorram vazamentos. A prevenção, aqui, evita futuras dores de cabeça.

Dicas de limpeza

Nos Armários, portas e tampos amadeirados

1. Limpe seus móveis regularmente. A poeira acumulada deixa a superfície sem brilho e pode, com o tempo, trazer um aspecto feio ao móvel.

2. Para a limpeza, utilize sempre um pano levemente umedecido e nunca molhado. Em seguida, seque bem o local com um pano seco.

3. Para retirar manchas mais resistentes, umedeça o pano com sabão neutro (não-alcalino) e água, ou álcool e água. Depois, seque bem com um pano seco.

4. Sempre que lustrar seu móvel, faça movimentos que acompanhem a textura natural dele. Isso irá evitar manchas.

5. Só utilize lustra-móveis à base de silicone, pois criam uma camada protetora na superfície. Os coloridos e as ceras podem causar manchas nos móveis.

Vidros

1. Se o móvel possui divisões em vidro, limpe-os sempre com um pano apropriado com água e detergente neutro.

2. Se optar pela utilização de limpa-vidros, não pulverize o produto diretamente na superfície. O líquido pode escorrer e manchar o vidro e acessórios.

Puxadores

1. Devem ser limpos com panos macios, levemente umedecidos com água. Em seguida, passe sempre o pano seco para dar acabamento.

2. Nunca utilize nenhum tipo de produto de limpeza ou esponja e outro material abrasivo, pois eles podem riscar os puxadores.

Dobradiças e corrediças

1. Conserve-as sempre limpas apenas com pano seco, pois as dobradiças possuem uma camada protetora à base de óleo. O acúmulo de gordura (derivada de frituras), poeira ou umidade, pode prejudicar o bom funcionamento ou ocasionar oxidações ao produto.

2. Além do pano seco, você pode usar um pincel de cerdas macias para retirar a sujeira dos cantos mais difíceis.

Peças esmaltadas e de inox

1. Estas peças deverão ser higienizadas com um pano levemente úmido e sabão neutro. Você também pode usar desengordurantes, mas sempre sem cloro ou derivados.

2. Ao término da limpeza normal, poderá ser aplicado algum produto específico para a conservação desse tipo de material.

Fonte: Crítica 

Decoração de varandas pequenas

Eu tenho uma varandinha… Ela é pequena, mas vou lhe contar: Adoro cada centímetro dela! Muitos dias acordo e tomo café lá, ou fico só olhando as plantas, o céu, os pássaros… E isso me faz um bem enorme! Então, se você tem uma varandinha, trate-a com todo carinho, não deixe de lado este pedacinho tão gostoso da casa!

pufftoqueacampainha

Essa é a minha varandinha

E olha quanta coisa legal é possível fazer em varandinhas pequenas como a minha!

mintyinspirationsApartament_we_francuskim_stylu_14

Cores alegres, móveis pequenos, plantas em pequenos vasos

madebyuss66b281c22

Usando as paredes

madebyuss7c61a29a567e

Cores claras e vivos criam ambientes alegres e aconchegantes

madebyuss 609dcec330

Marcenaria simples e tem espaço para um monte de gente sentar !

insideoutmag 002827

Novamente, agora com mais conforto.

hemnetDOTSE b4cd4175dc

Olha a mesa dobrável e em meia lua!

decorology 3c057846

Este cantinho não está uma delicia ?

decoracaoeinvencao sacadaspequenas

Acrescente conforto ao banco com encostos feitos com varão e almofadas

decoracaoeinvencao sacada00

Imagina em um solzinho de outono vc tomando café neste cantinho… É para ficar feliz o dia inteiro!

Fonte: Simples Decoração 

Lei dos caminhoneiros pode trazer aumento dos valores de pedágio

caminhao no pedagio

O presidente da EcoRodovias, Marcelino Seras, apontou para a possibilidade de as concessionárias de rodovias afetadas pela mudança de pedágio sobre o eixo suspenso dos caminhões, em decorrência da entrada em vigor da nova lei dos caminhoneiros, obterem o reequilíbrio econômico-financeiro de seus contratos antes das datas de aniversário.

Em vigor desde 17 de abril, a lei isentou os caminhões vazios de pagamento de pedágio sobre os eixos suspensos dos veículos pesados, o que deve afetar a receita das concessionárias. “Há uma pressão das concessionárias federais para que se antecipe o reconhecimento desse desequilíbrio em função da lei dos caminhoneiros e acreditamos que possa ter no curto prazo todas as rodovias restabelecidas com relação a esse desequilíbrio”, disse, na semana passada, durante teleconferência com analistas e investidores.

Até agora, a única concessionária que já obteve o reequilíbrio por causa da lei dos caminhoneiros foi a Eco101, empresa controlada pela EcoRodovias e que administra o trecho da BR-101 que passa pelo Espírito Santo. A empresa foi autorizada a elevar suas tarifas de pedágio em 18,61% a partir desta semana, na data que se realiza o reajuste anual. Conforme a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), do índice total, 8,13% se referem à aplicação do repasse da inflação pelo IPCA e outros 9% se referem ao reequilíbrio pela lei dos caminhoneiros. A diferença para o montante total se refere a um outro reequilíbrio, relacionado à adequação de custos incluindo a conservação e operação de trecho urbano, operação semafórica, e substituição das balanças móveis.

Das estradas concedidas à iniciativa privada, apenas as rodovias paulistas seguem cobrando pedágio pelo eixo suspenso dos caminhões. A agência reguladora local, a Artesp, decidiu pela não aplicabilidade da lei nas concessões estaduais.

Fonte: Blog do Caminhoneiro 

Página 6 de 13« Primeira...45678...Última »