Blog

Como limpar móveis de madeira

ccccc

Os móveis de madeira exigem um certo cuidado para que durem mais tempo e fiquem bem conservados. Siga essas dicas da Benfatto para deixar seus móveis de madeira limpos, bonitos e ainda mais resistentes!

Móvel de madeira pintada:

Você vai precisar de:

  • Panos de algodão;
  • Aspirador de pó;
  • Esponja mágica.

Como limpar:

1. Limpe o pó com pano seco ou passe o aspirador regularmente usando a escova acessória.

2. De vez em quando, passe uma esponja para remover manchas e marcas de dedos.

3. Não use lustra-móveis, pode danificar a cor.

Móvel de madeira envernizada:

Você vai precisar de:

  • Panos de algodão brancos.

Produto:

  • Uma porção de lustra-móveis por vez.

Como limpar:

1. Esse tipo de móvel tem acabamento em verniz, laca ou cera. Limpe o pó com pano úmido.

2. Qualquer lustra-móveis disponível no mercado limpa rapidamente essas superfícies.

Móveis de madeiras especiais (vime, ratã, bambu ou junco):

Você vai precisar de:

  • Panos de algodão;
  • Flanela.

Produto:

  • Uma porção de lustra-móveis por vez;
  • 500 ml de água quente;
  • Uma colher de sopa de bicarbonato de sódio.

Como limpar:

1. Para limpar móveis de vime, passe um pano umedecido com água quente misturada com bicarbonato de sódio.

2. Deixe secar a sombra.

3. Para os móveis de ratã ou junco, tire o pó com a flanela, passe pano úmido e, em seguida, passe lustra-móveis com o pano levemente umedecido. Não exponha ao sol ou chuva.

Fonte: ComoOrganizar

Grafite na decoração: das ruas para dentro de casa

Das ruas para dentro de casa o grafite é um movimento urbano muito original e divertido para quem procura decorar um ambiente com liberdade de expressão. Quer aplicar o grafite na decoração da casa, mas não sabe como? O grafite é uma arte criativa que traz descontração e exclusividade aos mais diversos ambientes: em espaços mais conservadores, na quebra da seriedade de um cantinho, em cômodos que precisam de um destaque ou de paredes inteiras que necessitam de uma vida…

Para quem mora de aluguel e tem receio de sair grafitando por todos os ambientes, a dica para trazer o grafite para dentro de casa é aplicá-los em quadros, banners ou objetos de decoração. Além disso, está opção é mais acessível e permite mobilidade para mudar e inovar na decoração todos os dias.

Se não tem jeito para grafitar o movimento urbano dentro de casa, basta imprimir uma imagem em formato de banner ou adesivo do seu gosto para aplicar em um ambiente que precise da cor e da alegria das ruas como, por exemplo, a cozinha ou o banheiro. Ao selecionar as cores para decorar com grafite, tenha atenção aos diferentes tons. Lembre-se de escolher tons dentro do grafite que possam perfeitamente integrar com os cômodos do ambiente, adquirindo um resultado final extremamente equilibrado com a restante decoração

Busque inspiração das ruas para dentro de casa e aplique o grafite na decoração!

13

12

11

10

9

8

7

6

5

4

3

2

1

Fonte: Eu Decoro

Saco de papel reciclado e multiuso é o novo queridinho da decoração

Peça surge em redes sociais e blogs de decoração como solução para guardar diversos objetos; veja como adotar a tendência

Em tempos de crise energética e econômica, o mercado de decoração tem procurado adotar estratégias sustentáveis na hora de lançar e divulgar novos produtos. É o caso do queridinho do momento, o francês ‘Le sac en papier’ (ou ‘o saco de papel’), feito de papel vegetal reciclável e com funções multiuso.

a

Le sac en papier: feito com papel reciclado e com função multiuso (Foto: Divulgação/Be Poles)

O saco de papel foi primeiro idealizado pelo studio ‘Be Poles’ e, até o fim desta matéria, está esgotado na loja virtual da marca, que entrega também no Brasil. O sucesso e a propaganda espontânea dos usuários aumentaram a procura e a popularidade do produto. A hashtag #lesacenpapier nas redes sociais, por exemplo, reúne milhares de fotos de clientes satisfeitos ostentando o mais novo mimo-desejo de quem ama decoração.

b

O saco de papel fica um charme para cobrir vasinhos de plantas ou de flores (Foto: Reprodução/Plate Ful of Love)

Cobrindo vasos de plantas ou de flores, como revisteiro, porta-trecos, item de escritório ou para guardar brinquedinhos das crianças de um jeito descolado, o ‘sac en papier’ cumpre as mil funções que promete. Como efeito de decoração, o ambiente ganha um ar descolado e sustentável.

c

Para quem tem crianças em casa, a peça é perfeita como porta-trecos e para guardar brinquedos. Foto: Reprodução/Oui Oui

Fonte: GNT

8 truques para aumentar a sala

Cores claras, listras no tapete ou na parede, móveis altos… Confira algumas dicas para ampliar o living da sua casa

1

1.Detalhes em branco

Utilize a cor a favor do ambiente. Se você usar uma cor clara nas paredes, coloque branco no teto, nas guarnições das portas e nos rodapés. O espaço vai parecer muito maior.

2. Vá do escuro para o claro

Se você quer uma parede com cor forte na sala, como marrom ou berinjela, é preciso deixar brancas as paredes do fundo. O brilho claro da parede branca é acentuado pelo escurecimento da entrada e das paredes adjacentes.

3. Utilize o espaço vertical

Coloque as suas paredes para trabalhar a favor do espaço com mobiliário alto. As paredes vão crescer para cima, além de oferecer muito espaço para armazenamento. O lugar pode guardar material de escritório, papéis, fotografias e agenda de telefones.

2

4. Deixe a luz entrar

Usar cortinas que deixam aparecer as janelas dá leveza ao ambiente e chama o olho para fora. As janelas são os olhos da sala. Quando as cortinas as cobrem totalmente, você faz o seu lugar menor.

5. Explore o centro

Frequentemente, em pequenos espaços as pessoas tentam colocar mais móveis que o desejável, e para se movimentar começam a arrastá-los para os cantos. Não caia nessa armadilha. Uma solução para dar vivacidade ao espaço é imaginar um triângulo com os móveis, constituído numa das pontas por um sofá, na outra por duas poltronas e no centro por uma mesinha, que pode ser, por exemplo, dois tamboretes.

3

6. Listras alongam

Um tapete listrado alonga o espaço da sala de estar e também brinca com a cor contrastante da parede. Se a sala for muito pequena, é melhor que as paredes sejam brancas e as listras finas.

7. Apetrechos guardados

A toda hora você perde o controle remoto? Grude uma metade de velcro na lateral da TV e outra na parte de trás do controle. Nunca mais vai perder o começo do filme procurando a bugiganga.

8. Vasos sem flores, mas bonitos

Se você não tem espaço para esconder os vasos quando estão sem flores, agrupe-os na estante de livros ou em algum móvel pequeno. Junte formas e cores diferentes para fazer composições.

Fonte: Revista Casa e Jardim

Veja 8 dicas para dar personalidade ao apartamento alugado

Quem disse que casa ou apartamento alugado tem que ser sem graça e sem personalidade? É possível chamar o local de “lar, doce lar”. É claro que a solução não é gastar muito em reformas permitidas pelo proprietário e nem em móveis planejados, já que o valor investido não terá retorno. Algumas medidas econômicas e práticas bastam para incrementar os ambientes e disfarçar incômodos. Confira as dicas do arquiteto Rodrigo Martins, coordenador de criação da AH! SIM, e da arquiteta Mariana Klumb, da Formalis Arquitetura.

Aposte em tapetes

O piso é um dos recordistas de críticas em apartamentos alugados por serem antigos, estarem trincados ou riscados. A sugestão da arquiteta Mariana é usar tapetes que cubram o que não agrada, já que podem ser aproveitados na futura casa. “Uma possibilidade são os pisos de madeira flutuante, que são colocados por encaixe e pressão. No futuro, se precisar voltar ao piso original, é só soltar o piso flutuante, que, se bem retirado, pode até ser reaproveitado no próximo imóvel”, acrescentou o arquiteto Martins.

O chão da sala de TV, assinada pela arquiteta Patrícia Duarte, é coberto por tapete peludo cinza, que compõe com o restante do ambiente de cores predominantemente neutras.

1

Renove as paredes com tinta ou papel de parede

A arquiteta Mariana acha mais prático preferir a tinta. “Se você optar por colocar papel de parede, vai ter o custo dobrado, pois será cobrada a retirada do papel, às vezes é preciso lixar e passar uma massa, por causa da cola, e depois pintar. Portanto, o melhor seria somente escolher uma cor de tinta”, explicou a profissional.

Martins lembra que também é possível fazer uma grande composição de quadros e objetos na parede, que disfarçaria a cor que não agrada tanto.

A parede azul, no ambiente projetado pela arquiteta Andréia Médice, dá vida ao ambiente e compõe com a prateleira de tom semelhante.

2Use adesivos nos azulejos

O azulejo da cozinha lhe incomoda? Calma, é possível mudar o ambiente de maneira simples e barata. Aposte em adesivos de vinil. A aplicação é simples e você mesmo pode fazer. É possível ainda apostar em estampas divertidas com toque retrô e de aspecto moderno. “Pintar os azulejos com tinta epóxi pode ser uma possibilidade, mas mais custosa e trabalhosa. Uma opção, caso o azulejo seja de cor lisa, é renovar o rejunte, aplicando um com cor”, comentou o arquiteto Martins.

Na cozinha proposta pela designer de interiores Cibele Petrangelo, o destaque é do adesivo na parede com estampa de morango.

3Compre móveis de tamanho padrão

Gastar com móveis planejados ou sob medida definitivamente não é um bom negócio para casas alugadas, já que depois podem não se adequar ao tamanho da futura casa ou requerer peças complementares para tornar possível essa adaptação, o que significa mais gastos. Aposte em mobiliário com medida padrão.

“Se o apartamento atual for muito grande, pense com cuidado na hora de comprar um grande sofá ou com medidas fora do padrão. Avalie se, no futuro, continuará num apartamento grande ou o sofá grande de hoje virará um problema amanhã. Para evitar que os móveis fiquem pequenos ao espaço, complemente com peças soltas, poltronas, cadeiras e bancos. Se o apartamento atual for pequeno e a tendência é mudar para um apartamento maior, pense em aproveitar os móveis menores e compor com novos móveis”, ensinou o arquiteto Martins.

No ambiente da foto, o aparador listrado confere charme e ainda pode ser transportado com facilidade para outro ambiente ou casa. O projeto é da designer de interiores Maximira Durigan.

4Aposte em objetos de personalidade

Engana-se quem pensa que casa alugada não pode ter a cara do morador. Pode, sim. Compre itens decorativos coloridos, com design diferenciado, estampados, do jeito que gosta. Vale algo adquirido em uma viagem, garimpado na casa da avó, comprado em uma feirinha de artesanato ou antiguidades. Não precisa de muita coisa, já que poucas peças estilosas e que avivem a memória têm o poder de renovar o ambiente. Pode ser vaso, quadro, luminária de piso, almofada. A boa notícia é que, ao mudar de casa, tudo pode fazer parte da nova decoração.

No ambiente da foto, proposto pelo arquiteto Marcos Biarari e pelo designer de interiores Marcio Rodrigues, a composição de quadros chama atenção, assim como as almofadas coloridas.

5Use fita adesiva e espelho apoiado

Para evitar furos nas paredes, há fitas adesivas dupla face e suportes que fixam com adesivo para dispor quadros e espelhos. “Mas precisa comprar a fita certa de acordo com o peso do objeto para evitar que caia”, lembrou a arquiteta Mariana. Outra sugestão é usar espelho apoiado na parede em vez de colado e suportes de banheiro e cozinha presos por meio de ventosas.

O quarto do foto, da arquiteta Elaine Ramos com itens da Quartos & Etc, conta com espelho de moldura preta encostado na parede, o que evita furos e ainda confere charme.

6Aproveite ao máximo o que o proprietário deixar

Economize seu dinheiro aproveitando o que estiver no imóvel. Não gosta do sofá? Que tal cobri-lo com uma capa ou usar uma manta sobre ele? O móvel com prateleiras está feio? Forre-o com papel de presente na estampa que preferir. Não faça nada que possa modificar permanentemente os objetos, já que o proprietário pode não permitir.

7Invista em plantas

Plantas são sempre bem-vindas na decoração. Conferem tranquilidade e frescor, além de emprestar aos ambientes a beleza das cores e dos formatos de suas folhas e flores. Na hora de escolher um exemplar, pesquise se consegue sobreviver nas condições que oferece (temperatura e luminosidade). E não se esqueça de que pede cuidados de manutenção, como regar com a frequência ideal.

Os vasos com folhagens e flores deram vida ao ambiente proposto pela dupla Marcos Biarari e Marcio Rodrigues.

8

Fonte: Vida e Estilo

Página 8 de 13« Primeira...678910...Última »