Blog

Sindicom: Governo aumentará mistura do etanol na gasolina a 27% em fevereiro

O governo já decidiu aumentar a mistura de etanol na gasolina a partir do próximo ano para 27%. De acordo com o presidente do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicom), Alísio Vaz, a previsão é que a mudança seja implantada a partir de 1º de fevereiro.

A previsão era que o aumento da mistura fosse dos atuais 25% para 27,5%. Mas o sindicato destacou ao governo a dificuldade no controle e medição das frações para os centros de distribuição. “O governo deve oficializar a decisão, embora ainda haja problemas com a Anfavea, que tem preocupação quanto aos motores”, afirmou Alísio Vaz.

A Agência Nacional de Petróleo, Gas Natural e Biocombustíveis (ANP) já havia autorizado a produção da mistura para realização de testes desde outubro. A mudança deverá acarretar um aumento de cerca de um bilhão de litros na produção de etanol, beneficiando diretamente os usineiros que amargam prejuízos nos últimos anos. Desde 2011, o setor tem perdido mercado, segundo o balanço do Sindicom.

Em 2014, as vendas de etanol cresceram 10,4% na comparação com 2013 apesar da perda de competitividade em relação à gasolina. Ao longo do ano, apenas cinco estados (São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná) tiveram etanol a preços competitivos. Já as vendas de gasolina subiram 7,1%, apesar da alta menor nas vendas de veículos, de 2,8%.

“Há um clamor dos produtores sobre a situação do etanol. O preço atual não remunera o custo do álcool. Mas se a Cide voltar, o etanol ganha em competitividade. Parte desse ganho vai ser a recuperação dessa competitividade e parte será para recomposição das perdas” afirmou Alísio Vaz.

Segundo ele, o Sindicom não fez estudos de projeção do impacto das vendas do setor com o retorno da Cide. Para o presidente, as “projeções econômicas para 2015 são difíceis”. Vaz defendeu a previsibilidade dos preços no cenário de volatilidade internacional.

“O País não deveria ser o mercado onde os preços não são bem compreendidos. As decisões são feitas com projeções que não são realistas”, criticou Alísio Vaz. Segundo ele, sem a previsibilidade o planejamento energético fica comprometido.

Para o presidente do sindicato, os escândalos na empresa não devem afetar o abastecimento do País. O consumo de diesel no Brasil cresceu 2,4% no ano “em função da demanda por combustível para o setor de commodities, que tem sustentado o PIB”, afirmou Alísio Vaz.

“Não há previsão de qualquer problema no abastecimento. O que pode acontecer é a Petrobras continuar importando diesel em função de algum atraso da Refinaria Abreu e Lima, que deu partida há poucos dias”, avaliou.

“Com a queda de 40% do mercado internacional, é uma questão de tempo para as empresas passarem a importar combustível e revender mais barato que a Petrobras. Elas devem estar se coçando para fazer isso, pois vale a pena”, comentou Vaz. “Não sabemos por quanto tempo a Petrobras vai vender acima do mercado internacional para recuperar seus prejuízos”, completou.

Fonte: SETCESP

Como combinar cores na decoração

A decoração é um mundo de cor, mas nem sempre é fácil escolher os tons com os quais queremos pintar e decorar a nossa casa: é necessário considerar gostos pessoais, o tipo de ambiente que desejamos criar e até refletir sobre o significado de cada cor antes de decidir uma paleta final. O desafio seguinte é como combinar cores na decoração: vamos descobrir?

mimi

Roda das cores, o que é?

HELLO

A roda das cores é composta por três tipos de cores:

Cores primárias: as cores primárias dão origem a todas as outras cores que são compostas pelo vermelho, azul e amarelo.

Cores secundárias: as cores secundárias surgem com a mistura de duas cores primárias como, por exemplo, a cor laranja que nasce da mistura entre o vermelho e o amarelo; a cor verde que nasce da mistura entre o azul e o amarelo; e a cor violeta que nasce da mistura entre o vermelho e o azul.

Cores terciárias: as cores terciárias resultam da união entre cores primárias e secundárias como, por exemplo, a cor turquesa que nasce da mistura entre o azul e o verde; a cor verde limão que nasce da mistura entre o amarelo e o verde; e a cor encarnada que nasce da mistura entre a violeta e o vermelho. As restantes três cores terciárias não têm nenhum nome específico, sendo simplesmente uma mistura de vermelho-laranja, amarelo-laranja e azul-violeta.

Como é que as cores se relacionam?

Todas as tonalidades presentes na roda das cores relacionam-se de duas maneiras:

Cores complementares: estas são as cores que, na roda, encontram-se de lados opostos – caso do verde e do vermelho, do azul e do laranja. No entanto, esta distância não significa que não possam ser combinadas, pelo contrário, o seu efeito aparentemente contrastante produz um realce visual muito agradável na decoração.

Cores harmoniosas: estas são as cores que encontramos encaixadas entre as cores primárias como, por exemplo, o encarnado, o violeta e o violeta azul que, embora diferentes, mostram claramente que pertencem à mesma família de cores. Embora apresentem uma certa harmoniosidade, também precisam ser combinadas de forma cuidadosa.

Complementares X Harmoniosas

Por norma, consideramos uma parte da roda como tendo as cores mais quentes (vermelho, laranja, amarelo) e a outra com cores mais frias (violeta, azul, verde), o que é perfeito para atingir o desejado equilíbrio colorido. Por exemplo, se a sua paleta de cores estiver centrada no azul, pode aqueça-la um pouco com a sua cor complementar – o laranja. Porém, a utilização de duas cores complementares da mesma intensidade pode produzir um efeito visual muito ruidoso, onde ambas as cores estão exigindo a mesma atenção. Para solucionar esta questão, basta reduzir ou aumentar a intensidade de uma das cores complementares – neste caso seria o laranja, podendo aplicar um tom mais suave como um laranja queimado ou claro, que são ambas cores harmoniosas.

Cores neutras

Existe ainda uma longa lista de cores neutras, composta por branco, preto, castanho, creme/bege, cinzento e todas as suas diferentes tonalidades que, precisamente devido à sua neutralidade, são extremamente versáteis. Combinam com praticamente todas as outras cores da roda e são um excelente ponto de partida para quem está iniciando na decoração ou não quer arriscar muito. Com as cores neutras, é fácil aquecer a divisão com tons mais quentes ou refrescá-la com tons mais frios.

Paletas de cores

Monocromática: escolhe-se apenas uma cor, mas esta é utilizada em vários tons e intensidades distintas. Dependendo da cor escolhida, pode ou não produzir um efeito final menos interessante, mas que pode ser facilmente corrigido com o uso de peças decorativas ou de mobiliário contrastante.

Harmoniosa: estas são as famílias de cores que encontramos situadas entre as cores primárias na roda das cores. Sendo da mesma família, vão automaticamente funcionar bem uma vez aplicadas na decoração, principalmente se juntar tonalidades menos intensas com as mais vibrantes.

Primária: embora sendo as cores mais fortes e dominantes, se as utilizar com um fundo branco (ou outra cor neutra), conseguirá equilibrar toda a paleta.

Complementar: escolhem-se duas cores complementares (opostas) da roda, enquanto a cor fria é aplicada na maior parte da divisão, a cor quente é aplicada em doses menores, ou vice-versa. Para conseguir um contraste mais ou menos evidente, basta alterar o tom e a intensidade das respectivas cores.

Semi-complementar: escolhem-se três cores da roda, começando, por exemplo, pelo verde coma sua cor complementar vermelho/violeta. No entanto, em vez de ficar pela cor complementar (vermelho/violeta) opta-se antes por duas cores harmoniosas, ou seja, uma de cada lado da cor complementar, brincando com a sua intensidade para conseguir mais ou menos interesse.

Caso prático:

SADSASA

Paleta escolhida para decorar uma sala de estar: as “main colours” são as cores principais, ou seja, aquelas que vão ser usadas em maior escala. As “accent colours” são as cores complementares, que funcionam como apontamentos condizentes, sendo utilizadas em menor escala. Nesta paleta, a cor no canto superior esquerdo é a principal, aquela que vai criar o ambiente – o que significa, por exemplo, que pode ser aplicada nas paredes. As outras duas cores principais serão reservadas para outros elementos importantes, como nos sofás, poltronas, cortinas, tapetes, pinturas ou papel de parede. As cores complementares serão aplicadas em pequenos apontamentos decorativos, nas almofadas, candeeiros, peças de arte, objetos decorativos, etc.

Veja o resultado final:

SSS

O resultado final acima apresentado é apenas uma das muitas decorações possíveis tendo como base a respectiva paleta de cores. A combinação criativa e apelativa de cores é ainda influenciada por vários outros fatores: a intensidade das próprias cores, a quantidade de cores utilizadas, a dimensão do espaço, a iluminação natural e artificial, a mobília, as diferentes texturas presentes na divisão… é tudo uma questão de brincar com as cores e de se divertir experimentando-as!

Fonte: Eu Decoro

SPMAR inicia operação verão no Rodoanel

A SPMAR inicia no dia 19 de dezembro a Operação Verão 2014/2015 nos Trechos Sul e Leste do Rodoanel. Mais de 7 milhões de veículos deverão passar pelos trechos nos 67 dias da operação (até 23 de fevereiro).

ASADSASD

A operação envolverá diariamente 310 colaboradores, além de 31 viaturas, dentre elas: 5 ambulâncias, 11 guinchos, 11 veículos de inspeção e supervisão de tráfego.

O maior fluxo deverá ocorrer no período de Natal (19 a 25/12) quando são esperados 633 mil veículos, sendo 98 mil com destino ao litoral. Já para o Ano Novo (de 26/12 a 01/01) a expectativa é de 614 mil veículos, sendo destes 130 mil destinados ao litoral. Nos dias de maior movimento, a SPMAR implantará a Operação Papa-Fila com objetivo de agilizar a venda e cobrança de cupons de pedágios, eliminando as filas do km 70 que proporcionam o acesso à Rodovia dos Imigrantes no sentido litoral.

Nos período de 24 a 26 de dezembro e 28 de dezembro a 4 de janeiro, veículos pesados com carga excedente não poderão circular nos trechos Sul e Leste do Rodoanel. 

Mais rápido e econômico

Melhor opção para quem viaja, o Rodoanel interliga as principais rodovias do estado e possibilita alternar entre elas, sem precisar entrar na cidade de São Paulo.

Origem Utilizando Destino Evite Opte
Interior do Estado Rodovias dos Bandeirantes, Anhanguera, Castelo Branco, Raposo Tavares. Litoral Paulista (sistema Anchieta/Imigrantes) Marginal Tietê e Pinheiros e Avenida dos Bandeirantes Rodoanel Oeste e Sul.
Interior e Sul do Estado Rodovia Raposo Tavares e Régis Bittencourt Norte do Estado ou Rio de Janeiro (Rodovias Ayrton Senna e Dutra) Marginal Tietê e Pinheiros Rodoanel Sul e Leste
Rio de Janeiro, Vale do Paraíba.  Rodovias Dutra e Ayrton Senna Litoral Paulista (sistema Anchieta/Imigrantes) Marginal Tietê e vias da Zona Leste Rodoanel Leste e Sul
Rio de Janeiro, Vale do Paraíba.  Rodovias Dutra e Ayrton Senna Região Sul do Brasil(Régis Bittencourt e Raposo Tavares) Marginal Tietê e Pinheiros e Avenida Francisco Morato Rodoanel Leste e Sul
Litoral Paulista Sistema Anchieta/ Imigrantes Rio de Janeiro ou Vale do Paraíba (Rodovias Ayrton Senna e Dutra) Vias da Zona Sul e Leste e Marginal Tietê Rodoanel Sul e Leste
Litoral Paulista Sistema Anchieta/ Imigrantes Interior do Estado Avenida dos Bandeirantes, Marginal Pinheiros e/ou Avenida. Rodoanel Sul e Leste

Campanhas

Durante a Operação Verão, a Concessionária dará continuidade ao seu Plano de Redução de Acidentes e realizará ações de comunicação com objetivo de alertar e conscientizar os motoristas para assuntos voltados para a segurança viária, como por exemplo, a importância de realizar a revisão preventiva veicular, orientações para uma direção segura e a necessidade de não combinar álcool e direção.

Serviço de Apoio ao Usuário

O motorista que necessitar de qualquer apoio emergencial tem à disposição uma equipe preparada para atendê-lo 24 horas por dia, equipada por 7 veículos de inspeção de tráfego, 2 guinchos pesados e 5 leves, 5 ambulâncias, sendo uma UTI, 2 caminhões de combate a incêndio, 2 veículos para apreensão de animais e 42 viaturas da Polícia Rodoviária.

Em caso de dúvida ou de atendimento na via, o usuário pode entrar em contato com a SPMAR pelo 0800 774 88 77 ou por meio dos 183 telefones de emergências situados a cada quilômetro da rodovia. Estes serviços são gratuitos e com funcionamento ininterrupto.

Os Trechos Sul e Leste do Rodoanel também contam com quatro unidades do SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário), localizados nos quilômetros 41, 68, 102 e 121 no caso do usuário precisar para fazer uma pausa em sua viagem ou solicitar algum tipo de informação ou atendimento. Os locais estão equipados com banheiros, fraldários, sala de espera com café e água.

Dicas para uma Viagem Tranquila

Com a chegada do final do ano, milhares de paulistas começam a planejar as suas férias, e um dos destinos preferidos é o litoral. E para que a viagem não termine na estrada é fundamental levar o carro para uma revisão.

“Para evitar uma pane no meio do caminho é importante que o motorista se prepare um ou dois dias antes da viagem. Ele precisa checar alguns itens no veículo, como o nível de água e óleo, os filtros de ar, óleo e combustível, testar o motor de arranque e alternador. É importante também verificar a bateria”. Explica o Coordenador de Operações da Concessionária SPMAR, Isaque Moraes. “É fundamental conferir componentes da suspenção, como molas e amortecedores e revisar as pastilhas e fluídos de freio. Muitos esquecem, por exemplo, de avaliar o estado das palhetas dos limpadores de para-brisas e verificar se os faróis, lanternas e luz de freios estão funcionando perfeitamente. Algum problema nestes componentes pode ser muito perigoso em situações de visibilidade adversa. Fazer o alinhamento, balanceamento e rodízio dos pneus, além de conferir o estepe, pode contribui com a dirigibilidade”, acrescenta Moraes.

1) Planejando a viagem:

O motorista é o fator essencial para que a viagem aconteça de forma segura. Por isso é fundamental que ele esteja descansado antes de fazer a viagem. Se o percurso for longo é interessante programar as paradas necessárias e, se for possível, fazer um rodízio entre os motoristas. Outra dica é anotar e levar no bolso os números de telefone das Concessionárias das rodovias por onde irá passar.

2) No dia da viagem:

Antes de colocar o carro na estrada é essencial calibrar os pneus e abastecer o carro para evitar a pane seca. Vale ressaltar que a pane seca é considerada uma infração média pelo Código de Trânsito Brasileiro (artigo 180), com previsão de multa e pena de quatro pontos na carteira e remoção do veículo.

3) Durante a viagem

“Ao volante é necessário que o condutor tenha atenção constante e siga sempre as regras de trânsito e as sinalizações, respeitando os limites de velocidade. É importante não ter pressa, manter a distância segura do veículo da frente e só ultrapassar com precaução, pela esquerda e com ampla visão da rodovia. E claro que se for dirigir, não beba” enfatiza o Coordenador de operações da SPMAR.

Moraes ainda lembra que “Todos os passageiros devem usar o cinto de segurança e no caso de ter crianças com menos de oito anos, a cadeirinha ou dispositivo equivalente são obrigatórios”.

4) Dicas de direção em caso de visibilidade ruim

Nesta época do ano é comum que durante a viagem ocorram fatores externos que prejudiquem a visibilidade, como chuvas e neblinas. Nestes casos, o motorista deve redobrar a atenção:

  • Diminuir a velocidade e frear com cuidado;
  • Acender o farol baixo e sinalizar as manobras com antecedência;
  • Manter a distância segura dos demais veículos;
  • Dirigir na defensiva, evitando ultrapassagens;

5) Em caso de acidente ou pane

Se o veículo quebrar na pista todos os ocupantes devem sair do veículo com atenção e aguardar num local seguro, mesmo que o carro esteja no acostamento.

O motorista que necessitar de qualquer apoio emergencial tem à disposição uma equipe preparada para atendê-lo 24 horas por dia, equipada por 7 veículos de inspeção de tráfego, 2 guinchos pesados e 5 leves, 5 ambulâncias, sendo uma UTI, 2 caminhões de combate a incêndio, 2 veículos para apreensão de animais e 42 viaturas da Polícia Rodoviária.

Se precisar de atendimento na via, o usuário pode entrar em contato com a SPMAR pelo telefone 0800 774 88 77 ou por meio dos 183 telefones de emergências situados a cada quilômetro da rodovia.

Fonte: ABCR

Como decorar espaços pequenos

Eliminar divisórias, fazer móveis sob medidas e priorizar tons claros pode diminuir a sensação de aperto

1

Apartamentos pequenos, com menos de 40 metros quadrados, são uma tendência que parece que veio para ficar. O valor do metro quadrado, nas áreas centrais das cidades levam o mercado a construir moradias do tamanho de um único cômodo em uma casa antiga. Apesar do espaço compacto, algumas dicas podem transformar o ambiente e dar a impressão de uma área mais ampla.

Solução 1: Elimine divisórias

Uma boa maneira de otimizar o espaço é integrar os ambientes. Unir a cozinha e a sala de estar ou derrubar a parede entre sala e home office pode dar amplitude ao lar.

2

Este apartamento de 55 metros quadrados do bairro Teresópolis, em Porto Alegre, teve a cozinha e a sala unidas, criando um ambiente propício para receber amigos.

Solução 2: Portas de correr

Os moradores de apartamentos compactos sabem que qualquer espaço é muito valioso – inclusive o usado para abrir portas. Por isso, optar por portas de correr, tanto nas passagens entre ambientes, como nos móveis, pode fazer diferença no lar.

3

Este apartamento de 34 metros quadrados na Zona Sul de São Paulo aplicou essa solução entre o estar e o jantar. Para ampliar ainda mais, escolha modelos de vidro ou espelho.

Solução 3: Móveis sob medida

A lógica é a mesma: não há porque desperdiçar espaço com uma estante profunda demais ou um sofá com braços desnecesariamente largos. Projetar móveis pode ser a solução para dedicar os centímetros necessários para cada mobília e nada mais. Ainda é possível aproveitar e otimizar os móveis, como sofás e camas com baús e mesas e prateleiras dobráveis.

Solução 4: Cores claras

Essa dica é de conhecimento geral: opte por cores claras para deixar o ambiente mais leve. Porém, isso não quer dizer que a residência precisa ser toda em tons neutros: escolha cores vibrantes e claras para pintar uma parede do cômodo, ou ainda paredes e portas.

4

O escritório da arquiteta Elaine Gerente e da designer de interiores Luiza Porto em Florianópolis tem apenas 18m². Apesar do cinza e do branco predominarem no ambiente, o hall e a porta foram pintados amarelo vibrante. A sensação de amplitude é mantida, mas com mais vida.

Solução 5: Espelhos, vidros e transparências

Vidros e transparências trazem leveza para o ambiente e espelhos dão a impressão de um espaço maior. A suite desse apartamento tem 12 metros quadrados, mas a parede de espelho passa a sensação de ter mais.

5

Nesta outra residência, os moradores optaram por mesa de vidro, espelho no armário e cobertura de vidro. Porém, cuidado para não exagerar nos reflexos.

6

Fonte: Casa&cia

App fiscaliza rodovias de São Paulo

Quem trafega pelos 6,4 mil quilômetros de rodovias como Bandeirantes, Raposo Tavares, Anhanguera, Rodoanel, Castelo Branco, Anchieta, Imigrantes, além de outras em todo o estado de São Paulo, já pode usar a mobilidade para fiscalizar, em tempo real, as condições dessas estradas. O Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, a ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) lançou o aplicativo “Eu-Vi”, gratuito e disponível para os sistemas iOS (iPhone) e Android.

Como dirigir e usar o celular são ações que, realizadas ao mesmo tempo, comprometem a segurança dos usuários nas rodovias, ao abrir o “Eu-Vi”, o surge um aviso de que somente o carona ou outro passageiro pode utilizar o aplicativo com o veículo em movimento. De acordo com a ARTESP, o motorista nunca deverá utilizar o celular dirigindo, devendo procurar um local seguro e fora da via para relatar a ocorrência.

Ao usar o aplicativo o motorista não pode se envolver em situações de risco que comprometam a sua vida e a dos demais motoristas e usuários da rodovia. A ARTESP orienta que os usuários do aplicativo sempre sigam essas recomendações:

Com o app, os motoristas podem ainda sugerir melhorias ou relatar à ARTESP qualquer problema vivenciado em uma das rodovias sob concessão no estado de São Paulo. O Aplicativo também oferece serviços de imagens, fotos e vídeos de até 10 segundos, que serão georeferenciados. O objetivo é que o usuário registre situações como buraco no asfalto ou placas danificadas (veja lista completa ao final do texto).

Após postar a foto ou vídeo, o usuário poderá fazer um comentário relatando a ocorrência ou sugestão. O registro será enviado diretamente para a ARTESP, que irá acionar a concessionária responsável pela rodovia para responder e solucionar o problema.

De acordo com a ARTESP, pelo contrato de concessão, as empresas têm prazos estipulados para dar solução a cada tipo de problema que apareça na rodovia sob sua administração. Se este prazo for desrespeitado, está prevista punição, que varia de autuação, multa e até mesmo perda da concessão. Para o usuário, as concessionárias terão prazo de até 10 dias para enviar resposta.

As manifestações serão validadas através do reconhecimento do sinal GPS do smartphone, por isso é importante que o sistema do aparelho do usuário esteja ligado e com conexão ativa de internet. Se o sinal de internet estiver fraco, o aplicativo guarda o registro, e o usuário poderá enviá-lo assim que houver sinal ou conseguir acessar uma rede de wi-fi. A Agência adverte que não serão atendidas as manifestações de locais fora da malha rodoviária sob concessão (por exemplo, um local de dentro da cidade), ou que estejam fora da área de atuação da ARTESP.

Confira abaixo situações que o motorista/passageiro pode mostrar por meio do “Eu-Vi”, e os respectivos prazos para que o problema seja solucionado:

Conservação de barreiras de concreto – solução em uma semana;

Defensas metálicas e cercas – solução em uma semana;

Mato alto ao longo da pista – acionamento das equipes de imediato;

Pichação ao longo da estrada – solução em uma semana;

Limpeza de canaletas e bueiros – solução em um mês;

Iluminação de passarelas – solução em uma semana;

Conservação de ponto de ônibus – solução em uma semana;

Conservação de pontes, viadutos e túneis – solução em uma semana;

Conservação de sinalização (placas, faixas) – repintura em uma semana/limpeza em um mês;

Buraco no asfalto – solução em um dia;

Lixo na estrada – solução em uma semana;

Queimada/fumaça – acionamento das equipes de imediato;

Animais na estrada – solução em um dia.

Fonte: SETCESP

Página 7 de 13« Primeira...56789...Última »